Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Coisas que eu gosto’ Category

Eu nunca…


andei a cavalo!

Na verdade, eu quase andei de pônei na Fazenda Boa Luz quando eu tinha uns 10/11 anos. Mas acho que não rolou uma química muito boa entre eu e o pequeno animal.  Engraçado como tenho amigos que tem seus próprios cavalos em fazendas suas ou de seus avós e que tem esse costume de andar a cavalo em finais de semana ou nas férias. Lembro de uma amiga holandesa que tive no ensino fundamental e da paixão que ela tinha por cavalos. Desenhava-os em todo papel que tinha oportunidade e contava altas aventuras e de como tinha aprendido a andar com o pai etc.  Não é que eu a inveje, mas essa é uma experiência que eu gostaria de ter. Diferente de nadar, por exemplo, que eu também não sei, mas não morro de vontade de fazer.

Acho cavalo um animal muito bonito ♥ Imponente e ao mesmo tempo carinhoso também.  Lembro-me das exposições agropecuárias que sempre frequentei em Lagarto durante o resto da minha infância e adolescência e da quantidade de belos cavalos que ali se encontravam. O cheiro pouco me importava. Estava mais preocupada em admirar os cabelos trançados, o modo como eles se deitavam e tratavam os donos, como comiam e de como aqueles estranhos de olhares curiosos interferiam no seu dia.  De como um passeio os fazia bem e de como, pela cara deles, pouco importava a raça do seu pai, se já tinham ganhado prêmios ou se tinham sangue puro.

São animais carinhosos, não resta dúvida. Até eu que nunca cheguei perto de um (exceto aquela vez na Boa Luz) sei disso. Acredito que filmes que apresentam cavalos no rol de personagens colocam o carinho como uma das importantes e principais características deles. São animais fortes e dóceis, vide o uso deles na ecoterapia. Por que estou falando tanto do perfil dos cavalos? Provavelmente para me convencer de que eles são fofos e que eu não preciso temê-los. Claro que uma patada deles me derrubaria fácil e me machucaria horrores, mas isso é um detalhe irrelevante diante de tanta fofura. Aqui no Parque da Cidade (de Aracaju) funciona um programa de ecoterapia. Deve ser muito interessante pensar/ver o modo de relacionamento das crianças com os animais. São poucos animais habilitados para o serviço e parece que a situação do lugar está bem precária, com sessões semanais de 20 minutos de duração – dados obtidos por dois colegas de classe que realizaram um trabalho lá esse ano.  Quem sabe eu não alio a minha vontade de conhecer o Parque da Cidade com a oportunidade de ver os cavalos em ação?

Como falar de cavalos e não falar do amado Cavalo de Fogo? Foi, com toda certeza, um dos meus desenhos favoritos da infância! Ele era roxo, falava e ainda cuidava da princesa Sarah, além de salvá-la sempre que ela se metia em encrenca por conta da Diabolyn. Ai que saudade desse desenho! Descobri, nas minhas andanças pelo Google, que ele tinha apenas 13 episódios e assim como Caverna do Dragão, não teve um final. Ou seja, não precisamos xingar mais o Silvio Santos por ter parado de exibi-lo ou de só exibir episódios repetidos. Realmente, não tinha muito o que fazer. Mas quem se importa? Cantemos a música e recordemos esse desenho mais que bacana.

No meu sonho eu já vivi um lindo conto infantil
Tudo era magia
Era um mundo fora do meu
E ao chegar desse sonho acordei
Foi quando correndo eu vi
Um Cavalo de Fogo ali

Seja como parte da infância, seja como um desejo futuro, cavalos estão presentes na minha vida, mesmo que eu nunca tenha passeado /montado em um.

Beijo,

Carmem

Imagens daquidaquidaqui e daqui.

Read Full Post »

Últimas aquisições

No começo desse blog, eu fiz um post gigante sobre Chaplin (aqui), descrevendo um pouco da minha paixão por ele e das coisas que eu tinha até então. O tempo passou e as minhas aquisições aumentaram. Foram poucas, verdade. Mas tenho algumas coisas para mostrar *-* Não sei se comentei no post anterior, mas eu estabeleci como meta, comprar os DVD’s dos quais eu não tinha cópia nem como baixar na internet, considerando que eles seriam mais raros e eu compraria em oportunidades únicas!

 Monsieur Verdoux comprei na DVD World pela metade do preço da Saraiva e chegou em 5 dias numa embalagem acomodadinha e cheia de plástico bolha! Ele é o DVD mais bonito que eu tenho: olha como dentro é mais organizado e tem mais figuras? Ele é distribuído pela Warner e é assim todo lindo. Como os outros são de outras coleções/distribuidoras, não são assim como vocês poderão ver =/

O Um Rei Em Nova York comprei na Livraria Cultura mais que linda do Salvador Shopping! Eu fiquei procurando com o vendedor todos os títulos do Chaplin distribuídos em ordem alfabética na sessão de clássicos. Tinha Tempos Modernos, O Grande Ditador e Luzes da Cidade, mas como a minha meta era comprar um DVD teoricamente difícil de encontrar, acabei trazendo só um DVD para casa. Isso também se deve a Renata que me ajudou a controlar o meu espírito gastador e não trazer os demais títulos – obrigada, amiga! *-* O que foi muito bom porque eu já encontrei esses mesmos títulos beeem mais baratos nas minhas rondas pela internet. Na Saraiva não tinha nenhum exemplar do Chaplin e o vendedor que me atendeu fez uma cara de “Olha só! Uma mocinha dessas procurando por Chaplin…” hehe 🙂

O Casamento ou Luxo foi uma compra engraçada porque foi feita em plena comemoração de Dia dos Namorados! haha Comprei no Painel Musical e foi o produto que eu recebi mais rápido nessa vida! Comprei no domingo à noite e na quarta pela manhã já estava aqui! Além do e-mail super atencioso que o pessoal me mandou perguntando o que tinha achado da loja e se o meu produto tinha chegado em ordem. A coisa mais fofa, gente. Sério! Não sei vocês, mas adoro ser bem tratada por lojas, principalmente quando você percebe que não são e-mails automaticos.

Tanto o Em Busca do Ouro quanto a Autobiografia dele (que era sonho de consumo mesmo! São mais de 500 páginas de muitos afetos a serem compartilhados com os leitores) ganhei da mamãe graças ao Submarino e suas promoções relâmpago.Vejam como o livro é lindo! Tem vááárias páginas com fotos como essa e eu espero que eu consiga ler um pouco nas férias.

Bom, acho que foi isso! A minha coleção deu uma aumentadinha, mas ainda tenho muito chão a percorrer… (Acho que não  precisa de foto da coleção completa, né?) O detalhe é que eu ainda não vi nenhum desses, mas nas férias farei uma senhora maratona chapliniana *-*

Ah, deixo um apelo:

Se você, querido leitor desse blog, encontrar um link disponível para Luzes da Ribalta, deixe-o aqui, por favor! Já procurei em todas as livrarias e lojas de DVDs que eu conheço além do Mercado Livre e do Toda Oferta e cansei de colocar o meu e-mail para me “avisarem quando estiver disponível”. Não encontro nenhum exemplar perdido por aí. É…isso é quase verdade. Encotrei um VHS, mas comprar não seria uma boa ideia hehe Esse DVD é a minha meta para esse 2011, no que diz respeito ao Chaplin, portanto, ficarei muito feliz se conseguir comprá-lo. 

Beijos,
Carmem

Read Full Post »

A Fine Frenzy

Venho aqui nessa segunda depois de um feriado e com cara de férias, dar uma dica musical. A bola da vez é : A Fine Frenzy. Tem como ser tão fofa e ter um cabelo tão lindo? São cabelos como esse que me fazem querer pintar o meu novamente, mas isso é outra história. A Fine Frenzy é o nome artístico de Alison Sudol, uma cantora, compositora e pianista norte-americana. ” A Fine Frenzy”, segundo o Wikipédia, vem de um trecho de uma peça de William Shakespeare em “O sonho de uma noite de Verão”:

Dito por Theseus, Acto 5, Cena 1 – “The poet’s eye, in a fine frenzy* rolling, Doth glance from heaven to earth, from earth to heaven” (O olho do poeta, num delírio excelso, passa da terra ao céu, do céu à terra, e como a fantasia dá relevo a coisas até então desconhecidas, a pena do poeta lhes dá forma, e a essa coisa nenhuma aérea e vácua empresta nome e fixa lugar certo).

A primeira música que eu conheci da banda foi Ashes and Wine graças a um episódio da 2ª temporada de The Vampire Diaries, o terceiro para ser mais exata – Bad Moon Rising. De cara eu me apaixonei pela bela voz da Alisson assim como a letra que ainda me faz lembrar exatamente do episódio! Segue um vídeo com ela cantando essa música ao vivo.

Is there a chance?
A fragment of light at the end of the tunnel?
A reason to fight?
Is there a chance you may chance your mind?
Or are we ashes and wine?

Acabei procurando outras coisas da banda e baixei o primeiro álbum lançado em 2007 – One Cell in the Sea. O segundo saiu em 2009, chamado Bomb in a Birdcage, que eu ainda não encontrei um link válido, mas continuo à procura. As músicas são diferentes e o modo como ela casa o clássico advindo do piano com ‘batidas’ eletrônicas, dizem que tem o poder de alcançar todo o mundo.

Almost Lover é a minha preferida do primeiro álbum dela e espero que gostem do vídeo oficial que separei aqui.

I never wanna see you unhappy
I thought you’d want the same for me
Vale à pena dá uma olhada no site oficial dela – aqui 🙂

Beijo, 

Carmem 

Read Full Post »

O curta de animação “La maison en petits cubes”, do japonês Kunio Kato foi o vencedor da categoria de “Melhor Curta de Animação” em 2009 e eu descobri dia desse o porquê: uma das coisas mais bonitas que eu assisti nessa vida! ♥_♥  Um desenho lindo, música tocante e de uma sensibilidade ímpar. Nem preciso dizer que chorei descompassadamente, né? Em todo caso, acho que mais palavras se fazem desnecessárias aqui…

Espero que gostem 😉

Beijo, 

Carmem

P.S. Um muito obrigada ao namorado por ter me indicado esse vídeo *-* 

Read Full Post »

Olha a Bahêa!

Opa! Preciso contar que Salvador foi bacana e que eu tenho muitas coisas lindas para mostrar. (Eu sei que os posts estão mega atrasados, mas eu não tenho conseguido me concentrar em muita coisa e nem parar para escrever aqui. Então, desculpas =/) Bom, eu não fui ao Pelourinho ou a pontos turísticos, mas alguns achados gastronômicos acabaram me encantando muito 🙂

Vou começar falando do café da manhã super saudável do qual eu provei nos 4 dias em que fiquei hospedada no San Marco Hotel com Renata e Dani, colegas de quarto lindonas! Meus eleitos: Salada de frutas com mamão, melão, uva, maça e abacaxi acompanhado de mel e iogurte de frutas. Depois, leite com achocolatado, pães de queijo, de cenoura, ovos mechidos e queijo prato! Acho que esse foi o básico de todo dia (não gosto muito de sair da minha zona de conforto hehe) o que nos garantia energia para enfrentar um dia lotado (ou nem tanto assim) de atividades!

Café da manhã

Ah, tivemos a sorte de conhecer um bolo de tapioca mais que gostoso também, mas só o aproveitávamos quando chegávamos cedo hehe Eu não faço idéia de como é feito e nunca tinha provado nada parecido, mas acho que pela foto dá para perceber a textura super cremosa =]

Hummm *-*

Os almoços para uma pessoa que não come carne não é muito fácil. No primeiro dia, nos rendemos ao Subway e eu acabei pedindo o vegetariano amigo de sempre num pão de aveia e mel com molho de mostarda e mel! Não fica muito doce e é uma delícia! Nos dias seguintes, as massas dominaram o meu cardápio e o da Renata, companheira inseparável. A primeira massa foi do “Il Forno” e o bacana é que eu podia escolher o macarrão (espaguetti, fetuccine e penni), o molho (três queijos, pomodoro, bolonhesa etc) e 8 complementos como azeitonas, brócolis, manjericão, pimentão, tomate, milho, ervilha, champignon e mais outras coisas. A segunda massa eu não lembro de onde é (shame on, me =/) , mas foi uma massa verde com molho de legumes (cenoura, batata…). A terceira, foi novamente do “Il Forno”, mas eu escolhi outro tipo de macarrão, outro molho e outros acompanhamentos e acabou ficando uma massa completamente diferente e igualmente gostosa! Tudo regado a muito queijo parmesão ralado, orégano, manjericão e torradas além de água de coco ou suco para acompanhar! Se tivesse um “Il Forno” pelas bandas de cá, eu não reclamaria =]

Massas variadas

Flagra na comilança hehe

E a sobremesa ficou por conta dos Cupcakes mais que divinos da Vintage Cupcakes! ♥ Olha que vitrine maravilinda! Eu e a Renata descobrimos totalmente por acaso saindo do Shopping Salvador e tivemos que comprar um para provar e posso falar: compraria e comeria muitos *-* Trouxe para casa numa embalagem bacana (e eles teriam chegado perfeitos se o moço no aeroporto não tivesse virado a sacola =/) um para mim (Ovomaltine), outro para o namorado (Triple Chocolate), um para a mamãe (Sonho de Valsa) e outra para a irmã (Blackout e confete) e todos mega aprovaram esse “bolinho”. Comentar deles aqui me fez ficar com fome hehe Então, se você for a Salvador, Rio de Janeiro, Niterói, Goiania, Brasília ou São Paulo, não deixe de provar os cupcakes! Comi pela primeira vez e foi uma das melhores experiências de Salvador 🙂

Tem como não suspirar?! *-*

Mais de pertinho... *_*

Desculpa pelo post gigantoso, mas ainda queria compartilhar os meus registros (de mais de um mês atrás) por aqui!

Beijo, 
Carmem 

Read Full Post »

Mais um post, olha aí! \o/

Acho que dá para perceber em todos os poucos looks que eu postei aqui alguma peça Topeiras, né? Então, eu resolvi falar um pouco dessa marca que eu adoro e da Aline que eu sou super fã *_*

Conheci a Topeiras por uma indicação de uma amiga e me apaixonei logo de cara pela beleza e trabalho das peças e do atendimento super bacana da dona! No começo eram só bolsas, feitas em casa pela própria Aline, mas depois passou a ser também uma loja virtual com roupas, calçados e acessórios. Vou mostrar um pouco das poucas coisas da Topeiras que eu tenho por aqui e eu espero que vocês gostem desse post um tanto quanto diferente do que estamos acostumados por aqui. Isso aqui está longe de ser um daqueles grandes blogs patrocinados em que as blogueiras ganham dinheiros para usar e/ou falar bem de uma marca. Aqui eu estou apenas falando de coisas que eu gosto desde o começo desse espaço e a Topeiras é uma delas. Uma pergunta mega importante é sobre os preços. Claro que eles poderiam ser mais amigos, mas no caso das bolsas o trabalho é artesanal e no caso das bijouterias e das roupas são meio importadas e acho são do mesmo preço de umas bem esquisitinhas que vemos aqui no centro. O modo de comprar é super fácil: Gostou – mandou e-mail – combinou pagamento – espera o produto ficar pronto e/ou chegar aqui – agenda a entrega (normalmente na casa de Aline mesmo). Simples, não?

Vamos às fotos das minhas coisas, então!

A minha primeira compra na Topeiras foi essa bolsa Ovelha que é minha companheira inseparável – namorado que o diga, né? Acho que já usei tantas vezes essa bolsa com ele que perdi as contas. Uso para todos os lugares possíveis. Mesmo! hehe Ela é bem estruturada e essa ovelha é tipo um camurça/veludo (whatever, não entendo muito de tecidos) e é a coisa mais fofa! Na mesma compra, veio a Cerejas. Eu estava querendo uma bolsa preta, básica e pequenininha para usar em ocasiões que pedissem um visual diferente. Essas bolinhas vermelhas são um charme, né?

Ovelha

Cerejas

Depois de um bom tempo sem comprar nada, eis que Aline surge com a coleção nova e dentre elas a Balão. Foi um encantamento à primeira vista e a compra foi do tipo: Eu serei uma pessoa melhor com essa bolsa! Acho que todo mulher deveria passar por essa experiência, mas evitem fazer isso na TPM pois os danos podem ser permanentes =) A Balão virou a “minha bolsa do inglês” e praticamente conhece o caminho. Eu acho essas bolsas muito bonitas para serem usadas na UFS ( Que horror, menina! hehe) , mas a Balão acabou indo para lá uma vez ou outra umas semanas atrás.

Balão

Acho que chega de Bolsa, né? Resolvi investir nos colares super lindos e fiz uma compra de seis para mim e dois para a minha irmã. Aconteceu um acidente com o Colar Chave. Na verdade, eu o perdi no primeiro dia que usei (todos chora =/). É muita falta de sorte: sim ou claro? Ele estava em falta da última vez que falei com Aline, mas deixa ele voltar que eu peço de novo (Lembrete mental: Mandar recado para Aline perguntando deles). Consegui quebrar um outro colar – o Gaiola – que é meio de madeira, eu acho. Mas espero que eu consiga colá-lo.

Eleitos: Coelho, Robô, TV, Cavalinho e Gaiola.

Eleitos da minha irmã: Bambi e Wayfarer

Passei mais um tempo sem comprar nada e resolvi investir em uma tiara lindinha com laço xadrez, cinto de laço ( que eu escolhi para substituir por um colar que veio quebrado =/), bolsa preta básica pequena para “festa” (o forro dela é lindo, gente!)  e uma bolsa super linda e incrível e perfeita e *suspiros*, Olivia. Usei ela nesse look aqui 🙂

Laço

Forro com pequenas maças *-*

Cinto de laço

Tiaras: Xadrez vermelho e onça ( da irmã

Bom, eu poderia ter tirado as fotos das coisas no corpo, né? Mas eu apareço demais nesse blog –  deixemos as coisas aparecerem dessa vez hehehe Eu poderia colocar também um bônus aqui com coisas que eu gostaria de ganhar, seja de Natal ou de Aniversário, mas acho que pelas coisas que eu tenho e pelo que eu posto aqui dá para ter uma ideia dos meus gostos hihi 🙂

Eis os contatos, então:

Loja Virtual: aqui

Orkut: aqui

Espero que vocês tenham gostado desse post estilo “fica a dica”. Se você é menina, corra já para dar uma olhada nesses links que eu passei e babe pelas peças, cada uma mais linda que a outra. Se você é menino, bem que poderia rolar de comprar um presente desses para a namorada, né? Se bem que eu poderia deixar para ter feito esse post em junho ( se você é chato quanto ao Dia dos Namorados), mas pensando bem, acho que não deveria existir uma dada especifica para se fazer agrados e demonstrar afetos ♥

Beijo,

Carmem

Read Full Post »

Acho que eu já falei desse filme no post sobre Paintball, né? Mas ele é tão lindo que merece um post especial *-*

A primeira vez que eu vi 10 Coisas que eu Odeio em Você foi numa sexta – feira qualquer naquela sessão de cinema do SBT de toda a sexta (não lembro o nome) e fiquei impressionada com a beleza do filme. Tudo bem que ele parte daquela velha ideia de besteirois americanos : Cara mau é levado a conquistar a mocinha por causa de um aposta, mas ela descobre tudo e não quer mais ficar com ele. Só que nessa coisa de aposta, eles acabam se apaixonando e o ex-cara mau fará de tudo para reconquistar a mocinha e provar que o que ele sente é real mimimi.

Esse seria mais um filme que seguiria a risca esse esquema se não fossem a sagacidade da Katharina (Kate) Stratford (Julia Stiles),  a graça do Cameron James (Joseph Gordon-Levitt) e a fofura de homem mau do Patrick Verona (Heath Ledger). Vale lembrar que o filme é uma adaptação da Megera Domada de Shakespeare e o longa foi lançado em 1997 (EUA) e 1999 aqui em terras tupiniquins.

Assim, o filme sai um pouco da formula por causa da Bianca (Larisa Oleynik) , irmã de Kate que quer namorar com o cara mais metido e ridiculo da escola popular da escola, mas o pai (Larry Miller) – que como obstetra louco acha que se suas filhas namorarem vão ficar imediatamente grávidas O.o – impõe como condição a irmã mais velha namorar primeiro (até pouco tempo atrás tinha disso em famílias tradicionais, oi? ). Só que Kate não tem muitos amigos (uma megera, olha aí) e não pretende ficar com ninguém tão cedo, muito menos com aqueles garotos toscos da escola. Para resolver esse problema, Cameron (louco pela Bianca) decide ajudá-la a juntar sua irmã com o Patrick às custas do cara popular que acreditando que vai se dar bem com a Bianca, financia essa bagunça toda. Não imagino outros atores fazendo os personagens da Kat e do Patrick : a sintonia da Julia e do Heath é incrível e deu super certo! (sim, eu chamo os atores pelos primeiros nomes mesmo…)

Acho que uma das partes mais emocionantes do filme é quando a Kate lê um poema que ela fez como tarefa de uma disciplina, depois de ter descoberto da aposta e tudo mais. Eu choro junto com ela (mesmo) e acho que um dia eu posso fazer a minha própria versão dele, quem sabe… Bom, é a parte mais bonita do filme para mim *lágrimas* e eu compartilho ela agora tanto em vídeo quanto em escrito *-*

10 coisas que eu odeio em você

1 Odeio o modo como fala comigo e como corta o cabelo.
2 Odeio como dirige o meu carro.
3 E odeio seu desmazelo.
4 Odeio suas enormes botas de combate e como consegue ler minha mente.
5 Eu odeio tanto isso em você, que até me sinto doente.
6 Eu odeio como está sempre certo.
7 E odeio quando você mente.
8 Eu odeio quando me faz rir muito, e mais quando me faz chorar.
9 Eu odeio quando não está por perto, e o fato de não me ligar.
10 Mas eu odeio principalmente, não conseguir te odiar.
Nem um pouco, nem mesmo por um segundo, nem mesmo só por te odiar.

Eu tenho esse filme aqui no computador (pretendo comprá-lo um dia *-*) e posso dizer que sempre que assisto eu me emociono, ainda mais depois da morte do Heath Ledger. Super recomendo o filme mesmo que muitos possam dizer que a fórmula é velha e sei lá o que. E daí? Como diria o Sergio Reis: Panela Velha é que faz comida boa e eu adoro esse filme! Chorava muito nas primeiras vezes que via, mas agora cresci e não choro mais com tanta frequencia (mentira hehe). E por falar nele, além de super engraçada a cena, tem como não amá-lo cantando “Can’t Take My Eyes Off Of You” ? ♥__♥

Desculpa pelo post  gigantoso de minininha mas é que eu não me controlo quando são coisas que eu gosto tanto hehe Se alguém já conhecia, o que achou do filme? E quem não conhecia, fica a super dica.  🙂

Beijo, 

Carmem

P.S. Imagens do Google Imagens de sempre. 

Read Full Post »

Older Posts »